NOTA PARA INICIAR A LEITURA DESTE BLOG: Ao ler este blog, você encontrará algumas palavras com a letra "x" no lugar dos artigos masculino e feminino "o" e "a". Essa substituição é feita na literatura libertária para subverter a linguagem machista, na qual o sexo masculino é priorizado, e para contrapor o binarismo de gênero, ideia que teoriza existir apenas os gêneros masculino e feminino, não levando em consideração transgêneros e afins. Portanto, a letra "x" é utilizada no lugar dos artigos em palavras em que o sexo não é determinado. Ex.: ao invés de dizer "outros", utiliza-se "outrxs", pois estamos falando de todo e qualquer tipo de gênero.

OUTRAS OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: Este e-zine foi escrito em 2010, baseando-se na minha vivência pessoal dentro do movimento punk até o ano em que publiquei os textos, considerando a cena da cidade de São Paulo entre os anos de 2002 e 2010. De lá para cá, alguns pontos de vista foram amadurecendo, o senso crítico foi aumentando e, com isso, alguns dos textos podem não estar atualizados e de acordo com as novas experiências adquiridas ao longo de quase 6 anos passados após a edição deste e-zine. Coloco-me à disposição para trocar informações e debater ideias, com o intuito de manter o punk sempre vivo e ativo: mao_veg@hotmail.com . ÊRA PUNK! (nota adicionada em dezembro de 2015)

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

CAPÍTULO XIV – O IDEAL LIBERTÁRIO NOS DIAS ATUAIS

“Mas vocês acham mesmo que vocês vão conseguir mudar alguma coisa?” é o que nos perguntam a toda hora. A minha resposta? “Já mudamos e estamos mudando!”.
As pessoas não entendem que x libertárix busca, sim, a mudança social, mas tem consciência de que isso é algo a ser muito bem trabalhado que leva anos, décadas, talvez séculos, e provavelmente não estaremos vivxs quando as grandes mudanças sociais chegarem.

No entanto, o que vale a pena dizer é que, mesmo que não acompanhemos essas mudanças de perto, durante nossas vidas e nossa militância como libertárixs conseguimos nos opor à exploração, fizemos nossas vozes serem escutadas, não nos resignamos, tentamos melhorar tudo aquilo que se fez possível, vivemos a vida da forma mais alternativa e independente que conseguimos!

Mesmo que não acompanhemos as grandes mudanças sociais de perto, nós temos a felicidade e a satisfação de ter promovido eventos culturais, passeatas em prol do povo, fanzines e materiais informativos para a população, adquirimos mais conhecimento através de leituras e da vivência, conhecemos e nos confraternizamos com outras pessoas, nos divertimos e fizemos grandes amizades... Isso tudo é uma grande e importante mudança! São mudanças pessoais que refletem no âmbito social sem sombra de dúvida!

Sim! Nós acreditamos num mundo livre das amarras capitalistas, onde todos viverão em cooperação e solidariedade, sem desigualdades sociais. Nós lutamos, sim, por esse mundo! Mas o mais importante de tudo é que nós, punks e libertárixs, não abaixamos a cabeça para todo esse caos que se apresenta.

Mesmo que, atualmente, não estejamos vivendo numa sociedade libertária, dentro de nós carregamos as sementes e a vivência que nos tornam ingovernáveis!
As mudanças começam dentro de cada umx.

Nenhum comentário:

Postar um comentário